Viajando com crianças

É crescente o número de crianças viajando pelo mundo. Há pessoas que, como eu, acham que as crianças tem mais que conhecer o mundo e que mais vale a boa experiência. Mas a boa experiência não pode significar crianças passando mal por causa de grandes altitudes ou distâncias, diarréia e riscos associados com transportes variados. Para que tudo corra bem, muito planejamento é a melhor solução. Uma consulta com o pediatra pode ajudar a colocar as vacinas adequadas para a localidade em dia, ajustar medicamentos em uso e potencialmente importantes (como aqueles próprios para alergias).

No Brasil a normatização de trânsito indica uso de bebe conforto no banco de trás e virado para trás até um ano de idade, isso é importante de já estar instalado antes do fim da gestação e acompanhá-los para maternidade.

Entre 6 meses e um ano as crianças passam a usar cadeirinha virada para frente, algumas podem ser modificadas para persistirem até os sete anos. Conheça bem as características da sua cadeirinha e seus custo-benefícios.

Entre sete anos e meio e dez anos as crianças continuam obrigadas a andar no banco de trás e na legislação após os sete anos e meio não precisam mais andar com a cadeirinha de elevação, mas uma medida importante e internacionalmente reconhecida é a de 1,45 metros para poder ficar apenas com o cinto, pois é nessa altura que espera-se que o cinto cruze o ombro da criança.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *