A Corujando te ajuda a desvendar tudo sobre gravidez.

Futuras mamães, queremos ajudar a amenizar a ansiedade e tirar suas dúvidas.

O período gestacional dura, geralmente, de 36 a 40 semanas. Tudo sobre gravidez é intenso: as mudanças que ocorrem, com diversas etapas rápidas e muito interessantes. Tais fases podem gerar muitas dúvidas nas futuras mamães e elas começam a buscar tudo sobre gravidez nas mais diferentes fontes.

Uma medida importantíssima a se tomar logo no início da gravidez (ou mesmo antes) é o pré-natal.

O pré-natal é um acompanhamento médico obstétrico que deve ser feito por todas as gestantes. A primeira consulta desse acompanhamento é a mais importante de todas. É nela que será confirmada a gravidez (mesmo que você já saiba que está grávida). Nessa consulta, seu estado de saúde geral será avaliado, além de seu histórico familiar, médico, cirúrgico, ginecológico. O profissional deve avaliar se há fatores de risco para a gravidez, fazer exames clínicos e pedir exames laboratoriais. Ele lhe dará informações sobre medicações que você esteja tomando, sobre alimentação, suplementos, exercícios e substâncias que devem ser evitadas. Uma boa dica para a visita pré-natal é levar todas as suas dúvidas anotadas, para não esquecer nenhuma. O obstetra é a pessoa ideal para responder tudo sobre gravidez. O pré-natal, idealmente, deve ser iniciado meses antes da gravidez, com consultas durante todo o período gestacional (1 no primeiro trimestre, 2 no segundo trimestre e 3 no terceiro trimestre), e deve durar até o puerpério (45 dias após a gravidez).

O primeiro trimestre da gravidez (1ª à 13ª semana) é um período de mudanças cruciais.

A partir da 3ª semana de gestação, a maioria das mulheres começa a sentir os famosos enjoos matinais, causados pelo aumento da progesterona e do estrogênio. Algumas coisas que você pode sentir da 4ª à 10ª semana: o atraso menstrual (por volta da 5ª semana), cansaço físico, dores de cabeça e nos seios e mais vontade de urinar. Pode haver prisão de ventre, portanto, uma boa dica é ingerir alimentos ricos em fibras. Nessa época, ainda não há nenhum sinal visível da gravidez, no entanto, o embrião já está desenvolvendo cerca de 1 milhão de novas células por minuto, formando a coluna vertebral, o início dos braços e pernas, o coração e outros órgãos. No período final do primeiro trimestre, a barriga cresce e aparece, e os enjoos diminuem bastante. Você pode começar a sentir mais fome e sede. Suas necessidades calóricas vão aumentar em cerca de 300 calorias por dia. É importante beber muita água, manter a ingestão de fibras e fazer uma dieta rica e balanceada. A regra é: o que é bom para a mãe, é bom para o bebê. O que a mãe consumir, o feto também vai consumir. Ao fim desse período, algumas mamães começam a sentir a movimentação do bebê, pois ele já mexe os bracinhos e perninhas.

No segundo trimestre da gravidez (14ª à 26ª semana), com o aumento do fluxo sanguíneo, pode haver inchaço nos pés, pernas e mãos.

É um bom período para caminhadas e exercícios leves. Os seios já estão se preparando para a produção de leite. Em torno da 20ª semana de gestação, seu bebê já tem os 5 sentidos. A partir daqui, ele conseguirá ouvir sons externos. Se você conversar com o bebê e colocar música para ele, ele já conseguirá ouvir! Nesse período, podem ocorrer as famosas contrações de Braxton-Hicks, também conhecidas como contrações de treinamento ou falsas contrações. Elas são comuns e se diferenciam das contrações de trabalho de parto principalmente por sua duração curta e pouca intensidade de dor. No terceiro e último trimestre da gestação (27ª à 40ª semana) o bebê fará o trabalho final de amadurecimento e preparação para nascer. Seus órgãos, membros e sistemas já estão formados, e os sentidos já estão desenvolvidos. Para as mamães, é um período de espera ansiosa e, às vezes, de bastante cansaço físico. A barriga já está bem grande, o ganho de peso é maior, e algumas atividades cotidianas já vão ficando mais difíceis de serem feitas. É importante manter a dieta rica e equilibrada e descansar bastante e sempre. Já é hora de fazer os últimos exames do pré-natal, de dar os toques finais no enxoval do bebê, de definir modo e local do parto. É importante reforçar que tudo sobre gravidez deve ser questionado ao obstetra. Ele será uma fonte confiável e importantíssima inclusive para tirar todas as suas dúvidas sobre parto neste período.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *