Como manter a segurança das crianças em casa?

Quem nunca escorregou no banheiro ou tropeçou em um móvel que atire a 1ª pedra. Porém, devemos lembrar que as crianças são mais frágeis e por isso devem ser protegidas. Segundo dados da ONG Criança Segura, 90% dos acidentes com crianças até 14 anos poderiam ter sido evitados com medidas simples de prevenção e o pior: acidentes domésticos são a principal causa de morte para as crianças dessa faixa etária. Quer manter a segurança das crianças? Então acompanhe com atenção as dicas deste post!  

Dicas de segurança na cozinha

A cozinha é o lugar que mais pode oferecer risco à segurança das crianças. Temos fontes de calor (fogão e forno), objetos cortantes (facas e tesouras) e bolsas plásticas (sacos de lixo, chegada de compras do mercado ou mesmo os sacos que envolvem frutas e legumes) que podem ser extremamente perigosos. O ideal é impedir o acesso da criança à cozinha, fechando a porta ou instalando cercas no seu acesso.  

Dicas de segurança no banheiro

 Já reparou que crianças têm problemas de equilíbrio? Pois o fato de sua cabeça ser mais pesada que o corpo traz muitos riscos. Apenas 10 segundos são o suficiente para ela estar submersa em banheiras ou com a cabeça em vasos ou baldes, dois minutos depois e ela já perdeu a consciência. Em quatro minutos sem respirar os danos ao seu cérebro já são irreversíveis. Nunca deixe seu filho sem supervisão no banheiro! Outras formas de mantê-lo seguro é manter a porta fechada, usar travas nos vasos sanitários e tapetes antiderrapantes.  

Dicas de segurança para salas e demais áreas

Tela nas janelas é um requisito fundamental! Não é porque seu filho ainda nem engatinha que você pode esperar. Segundos de distração podem custar vidas.   Toalhas de mesas e tapetes podem oferecer risco de quedas. Opte por jogos americanos e se possível remova os tapetes que por mais que ajudem a aquecer e decorar o ambiente, além de quedas, eles podem ser fontes de acúmulo de poeira e pelos de animais atacando alergias.   Instale portões de segurança em escadas. Não descuide de tomadas e fios que possam estar desencapados ou mesmo de fácil acesso para a criança puxar e algo cair em cima dela.   Atenção redobrada se a casa possui piscina, pois o risco de afogamento em caso de queda são grandes e perigosos. Coloque portões de segurança no acesso (no mínimo 1,5 m de altura) da piscina e nunca deixe brinquedos que possam chamar atenção do pequeno. Outra recomendação é manter sempre um telefone perto dessa área para que o resgate chegue (ou envie instruções) o mais rápido possível.   Use essas dicas para manter seu bebê seguro hoje mesmo! Tem outras dicas para manter a segurança das crianças? Comente abaixo!  
Quer saber se está fazendo o máximo pela autonomia do seu filho? Baixe nosso ebook aqui.
A Corujando sempre disponibiliza conteúdo que pode te ajudar a estimular seu filho. Fique antenado (a).  

Comentários

comments