Como promover uma alimentação saudável para as crianças

Confira maneiras de estimular hábitos saudáveis desde cedo na rotina de seu filho.

Os pais sempre se preocupam com a boa alimentação dos filhos. Além de oferecer alimentos saudáveis, é importante também que sejam adequados ao momento do desenvolvimento infantil. Veja o que os nutricionistas recomendam para cada fase da alimentação do seu filho.

Até seis meses

O recomendado, nesta fase, é que a criança seja exclusivamente amamentada com leite materno. A substância contém todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento, além de turbinar a imunidade infantil. Mamães que trabalham fora podem manter os períodos de amamentação usando bombas de extração e guardando o leite na geladeira. Se forem utilizar fórmulas lácteas, é necessário consultar o pediatra antes de começar.

De seis meses a um ano

A criança começa a descobrir os alimentos. Ofereça novidades e insista um pouco se elas forem rejeitadas, pois os bebês só se acostumam com um novo gosto depois de prová-lo cerca de 10 vezes. Uma alimentação saudável deve ser rica em carboidratos, ferro e proteína. Frutas amassadas como papinha devem entrar no cardápio, além de verduras e legumes. Os bebês também aceitam sucos que misturem frutas e legumes como cenoura ou tomate. O leite materno pode e deve continuar na dieta do bebê: a OMS recomenda o aleitamento até os dois anos de idade. Portanto, intercale os períodos de amamentação e as refeições. O ideal é ainda mamar três vezes ao dia. Entre os alimentos salgados, escolha verduras, legumes, leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico) e carnes (frango, peixe e boi). No início, a consistência deve ser de papinha. Aos poucos, a criança se acostuma com a comida em pedacinhos.

Fase pré-escolar (1 a 6 anos)

Os alimentos podem ser sólidos, pois seu filho já consegue mastigar. A partir de um ano, ele já conhece os alimentos e pode querer escolher os que mais lhe agradam. Nessa fase, o ideal é que as crianças façam seis refeições por dia. Devem ser oferecidos alimentos ricos em ferro, como a carne bovina, suína, peixe e frango, vegetais e folhas escuras e leguminosas. Para que a absorção do ferro seja maior, os pais devem oferecer também alimentos ricos em vitamina C, como sucos de abacaxi, caju e goiaba. Não há muitas restrições nessa fase. Para uma alimentação saudável, o importante é haver variedade e alimentos saudáveis. Os pais podem perceber uma queda de apetite ao longo desses anos, o que é normal. Para suavizar esse efeito, crie um ambiente agradável na hora da alimentação, além de evitar ao máximo distrações como televisão e oferecer recompensas em troca de “limpar o prato”.

A partir dos sete anos

A quantidade de alimento deve aumentar. Gradualmente, a alimentação da criança deve ir se assemelhando a de um adulto. Se antes ela criança comia em porções pequenas, agora o ideal é que coma cerca de duas a três colheres dos alimentos de cada grupo alimentar. Deve haver boas fontes de carboidrato, proteína animal e vegetal, e gorduras boas, como o azeite. Na escola, a criança vai sofrer exposição a outros fatores que podem alterar seu cardápio. As cantinas oferecem salgadinhos, balas e doces. Os colegas também podem influenciar na alimentação. Por isso, para uma alimentação saudável e cultivar bons hábitos alimentares desde a primeira infância é essencial. FONTE: http://www.paisefilhos.com.br/crianca/como-alimentar-seu-filho-em-cada-fase-da-infancia/  

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *