Grávidas bem informadas são mamães mais tranquilas

A gestação é um período que traz muitas dúvidas. Fontes seguras de informação tranquilizam a mamãe sobre sua gestação e tornam tudo mais simples.

A revista Crescer, recentemente, publicou uma excelente matéria sobre quais sintomas corporais são comuns na gravidez e quais merecem atenção e acompanhamento. Como a gravidez é um período de muitas mudanças físicas, é importante que as futuras mamães saibam diferenciar o que é normal do que pode ser problema. Confira:

Falta de ar

Se for leve e suportável, é comum. Tende a aumentar a partir do 6º mês, pois o útero empurra o intestino contra o diafragma. O sintoma merece atenção maior se houver falta de ar em repouso.

Dor nas costas

Os médicos entrevistados pela publicação estimam que 50% das grávidas apresentam dor lombar, uma vez que o útero comprime as vértebras, músculos das costas se contrai e o ciático pode ser pressionado. A dor merece avaliação médica se for muito persistente ou ocorrer depois de uma queda.

Dor de cabeça

Em grávidas, a cefaleia mais comum é a que ocorre por tensão. Evitar estresse, sempre que possível, é o que ajuda a aliviar esse problema. Dores frequentes acompanhadas de pressão alta e visão borrada podem ser eclâmpsia. Nesse caso, deve-se procurar socorro médico imediato.

Sangramento

Esse sintoma nunca deve ser desprezado. De modo geral, uma perda leve de sangue escuro é mais comum e menos perigosa. Se houver perda de sangue vermelho vivo, deve-se procurar ajuda com urgência, pois há risco de descolamento da placenta.

Cólicas

São comuns no primeiro trimestre, especialmente se for a primeira gravidez. São apenas uma adaptação do útero ao crescimento. Só devem ser motivo de preocupação se forem persistentes e associadas a sangramento vaginal.

Prisão de ventre

Muito comum na gravidez, pois é consequência do aumento do nível de progesterona. Estudos estimam que cerca de 38% das grávidas passam por isso. A ingestão de líquidos e fibras tende a melhorar a situação. Uma complicação do quadro é o surgimento de hemorroidas decorrentes do esforço para evacuar. Neste caso, deve-se procurar ajuda médica para aliviar o quadro.

Enjoo

Extremamente comum no primeiro trimestre de gestação (cerca de 80% das gestantes passam por ele), é considerado um bom sinal, pois indica que o corpo está produzindo os hormônios necessários para manter a gravidez. O quadro se torna preocupante se a gestante não conseguir se alimentar, se apresentar febre ou dor de cabeça. Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Gravidez/Saude/noticia/2014/04/aprenda-decifrar-os-sintomas-da-gravidez.html  

Comentários

comments